Temporal mata duas pessoas na Grande São Paulo

Rovena Rosa/Agência Brasil

São Paulo – Com as chuvas, árvores caíram no Terminal Bandeira e vários bairros amanheceram sem energia Rovena Rosa/Agência Brasil

 

Com um saldo de duas mortes, uma na capital e outra em Suzano, na Grande São Paulo, além de dez feridos, a cidade de São Paulo e municípios vizinhos ainda convivem com os efeitos do temporal do fim da tarde de ontem (16). De acordo com a prefeitura de São Paulo, em apenas 1h30 choveu o equivalente a 25,6% da média histórica de maio, que é 52,4 milímetros.

As chuvas surgiram a partir da passagem de uma frente fria que deixou o tempo mais nublado com períodos de garoa em São Paulo. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) prevê que a temperatura não deve ultrapassar os 20 graus nesta terça-feira.

A tempestade começou no extremo sul da cidade às 16h15, e, rapidamente, foi se deslocando para as zonas leste, oeste e centro com queda de granizo e ventos com velocidade entre 37 e 60 quilômetros por hora. A cidade ficou em estado de atenção para alagamento entre às 16h36 e 17h13.

Mais de quinze horas depois, equipes da concessionária AES Eletropaulo e da Defesa Civil ainda trabalhavam no fim da manhã de hoje (17) na remoção de uma árvore que danificou a rede elétrica, no cruzamento da Rua do Jusa com a Estrada Sadamu Inoue, em Parelheiros, zona sul. Até o fim da manhã, moradores da região ainda continuavam sem energia. A prefeitura contabilizou 132 árvores caídas e os bombeiros, 177. A maioria dessas ocorrências foi na região da Sé, onde caíram 54 árvores.

Queda de árvore

O caso mais grave na capital foi a queda de uma árvore de grande porte sobre uma barraca no Largo da Concórdia, no Brás, zona leste, onde morreu uma mulher e uma criança ficou ferida em estado grave.Em nota, a subprefeitura da Mooca informou que aguardava o término dos trabalhos da perícia para apurar as causas da queda e a situação da árvore.

A Prefeitura informou ainda que, desde agosto de 2015, 13 equipes foram contratadas para o Plano Intensivo de Manejo Arbóreo (Pima) com serviços mais concentrados em oito subprefeituras onde o problema é mais sensível: Sé, Pinheiros, Vila Mariana, Santo Amaro, Ipiranga, Butantã, Lapa e Mooca.

De janeiro a abril deste ano, foram efetuadas 31.760 podas de árvores, 5.601 remoções e 3.339 novas espécies foram plantadas. No ano passado, houve 119.747 podas, 17.712 remoções e 11.941 plantios.

Mais vítimas

Outras três pessoas ficaram feridas em razão do desabamento de uma marquise de uma padaria na avenida Professor Alfonso Bovero, no bairro das Perdizes. Mais quatro feridos, sem risco de morte, foram registrados na queda de uma estrutura de ferro e acrílico da feira independente de artes Ateliê Aberto, sob o Viaduto do Chá, no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. No local estavam 15 pessoas.

Suzano

Um homem com idade aproximada de 57 anos morreu, em Suzano, na Grande São Paulo, conforme registro da Defesa Civil. A vítima estava em um dos 11 veículos estacionados na Rua Feliciano de Camargo, nº 10 – Bairro Villa Mazza – quando um vendaval derrubou o muro de uma fábrica, de cerca de dez metros de altura, sobre os veículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *