Pezão diz que, diante da queda do PIB, todos os estados terão que fazer ajustes

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão disse hoje (30) que dos 27 estados, mais de 15 têm ajustes feitos nas contas e não têm o desequilíbrio fiscal que tem o estado do Rio. O governador destacou que, diante da queda do Produto Interno Bruto (PIB), os ajustes propostos pelo governo federal são necessários. Pezão está em Brasília, onde participou de reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. “Diante da queda no PIB, todos terão que fazer ajustes. Muito fortes”, disse ao deixar o encontro.

Antes do governador do Rio, o ministro Henrique Meirelles reuniu-se com o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, que pediu, no Ministério da Fazenda, ações “regionalizadas” por acreditar que é difícil um pacto único para todos os estados. Para o governador  as medidas não podem ser iguais para Santa Catarina ou Paraná, que são ricos, e Rio Grande do Norte ou Paraíba.

Questionado sobre a reivindicação do governador do Rio Grande do Norte, Luiz Fernando Pezão disse entender que os estados que fizeram os ajustes anteriormente querem tratamento diferenciado. Esse é um assunto, antecipou, que deve voltar a ser discutido amanhã em uma reunião com a equipe do Ministério da Fazenda.

“A gente vai discutir amanhã os pontos em comuns. O governo federal tem exigências para que os estados que não fizeram seus ajustes, que façam. Que mandem leis para as assembleias [com os ajustes]”, disse. “Trouxemos algumas ideias para nós atravessarmos 2017, 2018”.

Pezão disse ainda que na reunião de hoje no Ministério da Fazenda foi o representante da Região Sudeste na questão da repatriação e que amanhã terá uma reunião com o ministro Henrique Meirelles e o presidente Michel Temer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *