Copa do Brasil: Grêmio empata com Atlético Mineiro e conquista título

Em noite de homenagens às vítimas da tragédia com o voo da Chapecoense, o futebol brasileiro voltou aos campos com a final da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlético Mineiro. E ainda em clima de luto, um empate por 1 a 1 deu o título aos gaúchos que faturaram pela quinta vez a competição.

Antes da bola rolar, um militar entoou o toque do silêncio enquanto jogadores e jornalistas, enfileirados e unidos, se emocionavam antes da partida. A torcida tricolor ergueu um grande bandeirão de “Força, Chape” e se emocionava nas arquibancadas. Os jogadores de ambos os times usaram uma faixa preta no braço com escudo da Chapecoense, além do escudo do time estampado no peito de suas camisas.

Com a bola rolando, o Grêmio utilizava da vantagem conquistada em Belo Horizonte (por 3 a 1) para segurar o ritmo da partida. O Galo, que precisava ao menos de dois gols, arriscava chutes de longe, com Pratto e Luan, mas sem maiores perigos para o goleiro Marcelo Grohe. 

Mas o primeiro tempo era truncado, com maior posse de bola do Galo. Mas foi o gremista Everton quem mais chegou perto do gol. Aos 35 minutos, arriscou um chute de fora da área, mas Victor segurou firme. Aos 40, em contra-ataque, o atacante recebeu passe de Douglas de frente para o gol. Victor salvou o time mineiro.

Para o ataque

Na volta do intervalo, os mineiros foram para o desespero. O técnico interino Diogo Giacomini sacou dois dos três volantes, e avançou o time com Maicosuel e Cazares. Robinho e Lucas Prattos não conseguiam criar as chances necessárias, não superando a barreira gaúcha.

Nos minutos finais, os gols acabaram saindo. Aos 42 minutos, o atacante Bolaños, que acabara de entrar em campo, aproveitou a sobra na área mineira e marcou o gol do título. E aos 46, Cazares fez um lindo gol do meio de campo, encobrindo o goleiro Grohe. Ao final, um desentendimento entre os jogadores no gramado tirou um pouco do brilho do clima de homenagens do jogo.

Campanha

O Grêmio chegou a Copa do Brasil nas oitavas de finais após ser eliminado nas Libertadores 2016. Os gaúchos superaram o Atlético Paranaense e venceram nas quartas o Palmeiras. Na semifinal, passou pelo Cruzeiro, fazendo também o resultado de 2 a 0 em Belo Horizonte e empatando no jogo de volta em Porto Alegre. Na partida de ida da final, no Mineirão, o Grêmio venceu o Atlético Mineiro por 3 a 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *